quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Poema dos Direitos da Criança



Todas as crianças
Devem ser tratadas sem discriminação
apesar das suas diferenças
de cor, raça ou religião.

Algumas crianças têm deficiências
Não somos todas iguais
Por muito que as respeitemos
Nunca será demais.

Um nome e uma nacionalidade
Toda a criança deve ter
E ainda muito carinho
Desde o dia em que nascer.
Toda a criança
uma mãe deve ter
pois sem amor de uma família
não consegue crescer.

Toda a criança deve
Ter um pai
Para nos ajudar e
Nunca dizer
Vai-te embora,sai!

Infelizmente não é assim
As crianças vivem em orfanatos
Algumas nem têem
Direito a um retrato.

1 comentário:

Diogo Fonseca disse...

Eu acho que o meu poema pode ensinar outras pessoas que vêem ao blogue.




Diogo Fonseca 6ºB nº7